INTENÇÕES e AÇÕES – ATITUDES DA ALMA : EM BUSCA DE UM SER COMPLETO

marcia artigo

“Cada vez que nos tornamos mais transparentes à nossa própria luz, restauramos a luz do mundo” – Rachel Naomi Remen.

A vida é um jogo, uma eterna busca pela vitória, uma obra de arte que encontra-se sempre inacabada a espera de um novo tom, de um novo retoque que à transforme numa obra prima.
Nesta obra, podemos comparar a sua produção como a de um poeta, um pintor ou mesmo a de um bailarino. Cada ação executada é revestida de uma intenção e, cada intenção é resultado de um desejo ou necessidade, que precisa criar forma e vida a partir da própria ação.

Essas são atitudes necessárias, que se interligam e se sustentam nesta curiosa tarefa que é saber viver.

E o papel de cada uma delas é preencher os espaços vazios nesta tela, que tem sede de arte, fome de beleza e grande apetite por atitudes reais e duradouras. E, somente, quando aprendemos a interpretar, a aceitar e a usar os recursos conscientes e inconscientes que se encontram disponíveis em nossa psique é que colocamos tudo isso em prática, realizando os nossos sonhos, iluminando os pensamentos e transformando desejos simples e sutis em movimento. Esse é o momento que colocamos a teoria em prática.

Movimento é ação, e quando carregada de boas intenções, estimula todo e qualquer indivíduo a responder e reagir positivamente aos estímulos recebidos, possibilitando uma transformação concreta e eficiente. Uma postura e conduta mais objetiva e equilibrada aos olhos do mundo.

Esse é o principal objetivo da vida, movimento e ação, com a intenção de reinventar-se. Atitude positiva e necessária, que contribui para o amadurecimento do corpo e de sua alma.
Assim, o corpo, habitado por essa alma, é capaz, em momentos de intensa dificuldade, de criar diferentes estratégias e soluções, produzindo resultados que o coloquem sempre à frente e que o mantenha firme neste processo inevitável, que é a batalha do cotidiano.
O primeiro passo, efetivamente, é despir-se de algumas amarras do ego, como o egoísmo, o egocentrismo e também o exibicionismo exacerbado, características comuns em tempos modernos, que são muletas que levam ao embotamento do pensamento e nos distanciam das verdadeiras relações.

Desta forma, agimos mais eficazmente com entusiasmo, que é a maior força da alma; e com ele, conservamos a coragem e a fé, artes necessárias para nunca faltar poder para conseguirmos aquilo o que desejamos.

O corpo físico, está comprovado, seguindo uma metodologia e disciplina diária, principalmente, através de um treinamento e de um condicionamento motor, obtém resultados e benefícios sadios, que se expandem para além da matéria, em direção à alma. Por isso, é necessário buscar esse movimento, mesmo que o desânimo e o cansaço pareçam mais fortes. E para conquistar uma transformação realmente significativa, o corpo, em movimento, reage e retira-se da inércia, afastando-se naturalmente da possibilidade da depressão.

A fé que sustenta o homem, cria asas, músculos e nervos de aço naquele que não aceita desistir de seus propósitos. E, com disciplina , concentração e determinação, quem se dedicar, passo a passo, obterá excelência através de tudo o que o corpo, a matéria em si tem capacidade para executar.

O resultado vem como um prêmio, cada um que se empenhar, de corpo e alma ao crescimento em sua jornada de vida, será capaz de desfrutar do efeito renovador que toda essa atividade produz.
É a melhor energia que existe. É a energia positiva que traz consequências essenciais para as relações sociais e humanas.

Buscar a felicidade e conservá-la, apesar das adversidades, é a chave para se obter livre o caminho do sucesso, da quebra de recordes e do sabor da redenção.

O mundo e o ser humano necessitam do sorriso, do suspiro de amor, do arrepio na pele com a troca de um olhar, do grito de superação. Superando os obstáculos, cada um de nós tem a oportunidade ímpar de evolução, editando as experiências, mantendo o foco, não perdendo o ânimo, o espírito e a capacidade de amar.

O amor é a força mais curativa do mundo. É a melhor ação de toda e qualquer intenção. Ele cura não apenas o corpo e a mente, nele reside a força que é a certeza da luz do Criador.

Aceite os seus limites, mas sem jamais desacreditar na sua capacidade de superação. Porque todos nós temos tudo isso em nossas mãos. O que muda é como agimos, em quais experiências mantemos o foco e no quanto acreditamos no poder do nosso coração.

Nele contém todas as respostas que necessitamos para continuar. Nele contém a intuição, comum a todos. Nele contém a vontade, o desejo e as intenções mais profundas da alma. Assim vivemos por inteiro e não pela metade.

“Um dos maiores princípios espirituais que podemos aprender é que a plenitude não vem gratuitamente. Receber nossas realizações de bandeja pode nos dar uma sensação agradável por alguns instantes, mas é o trabalho para merecer o que recebemos, que criará apreciação e plenitude verdadeiras.

Quanto mais duro trabalharmos para obter algo, mais felizes poderemos nos tornar – Yehuda Berg.

E, para quem aqui chegar, a minha principal intenção é somente despertar em que lê uma reflexão, e oferecer um pouco de luz para iluminar alguns dos caminhos incertos desta vida.

Saiba aceitar, entender e agradecer com sabedoria as dificuldades e pedras que encontrar em sua jornada, faça com elas um castelo. E acredite, são os obstáculos que nos transformam em pessoas mais fortalecidas e especiais.

Ação!

foto

Dra. Márcia de Cicco – Psicóloga – CRP-05/19643
Contato: 21-8129 9405
E-mail: marcia.pcr@hotmail.com
Atendimento: CITTA-AMERICA- Barra da Tijuca.RJ

Você sabe o que é Alteridade?

alteridade

Essa palavra forte, austera e elegante, carrega em si muita energia e significados. Todos eles, necessários e essenciais para se compreender melhor como as relações humanas se desenvolvem.
Praticando-a, somos presenteados a nos conectar com o lado bom de todas as coisas.

Pois alteridade significa a capacidade de se colocar no lugar do outro em suas variadas relações interpessoais. É um tornar-se novo a cada dia a partir e para além desse Outro. Aquele que fala a sua frente, que respira e que ora, perfuma os seus caminhos. Pode ser um amigo ou um estranho, mas sempre será aquele que vive fora de você.

Alteridade é uma aula que não se pode perder na Escola da Vida. Praticá-la é estar em constante conexão com o pleno, com o sublime dom da alma. E não existem restrições; é quando o Outro adquire um papel significativo, relevante e fundamental nas incontáveis histórias que a vida conta.

Este outro, seja ele quem for, veio ao seu encontro e não pode partir sem ao menos um sorriso ou um aperto de mão, sem deixar de ser apenas um simples figurante ou mero espectador do show da vida.
Neste precioso exercício, a Gentileza, aquela que nutre DE BELEZA as relações humanas, a base para o crescimento do indivíduo como Ser, é o DIFERENCIAL, A AÇAO DETERMINANTE QUE CONTRIBUI PARA UMA PRECIOSA TROCA DE ENERGIA, carregada de atitudes de consideração E RESPEITO, QUE praticada através da empatia e do diálogo; um diálogo que vai muito além das palavras, TRANSFORMA ESSAS RELAÇÕES EM MOMENTOS REALMENTE ESPECIAIS.

É o olho no olho, o agradecimento, o aceno cortês, o sorriso de bom dia, o abraço que alimenta o corpo e a alma.

Alteridade é compartilhar as horas e a vida com educação e respeito. Um respeito à priori por si mesmo, que se estenderá naturalmente para o lado de fora, além do “Si Mesmo”, aonde o Outro habita, diferente em sensações e sentimentos.

É aquele Outro que vem para completar, dar sentido e responder as dúvidas mais profundas sobre o propósito do Criador.

Por isso, a alteridade deve ser praticada em todas as horas e oportunidades. Não existe contra indicação, e é extremamente eficaz ao coração!

Em cada relacionamento é preciso conhecer e estar aberto para as diferenças, devemos compreendê-las e vivenciá-las para nos sentirmos melhor.

Conseguiremos, respeitando cada indivíduo, todos aqueles que cruzam os nossos caminhos, que se entrelaçam e colorem as diversas direções desta caminhada. A caminhada do “processo de individuação”.
Um ser que aprende a existir a partir do outro, mais conscientemente, permitirá experimentar uma maneira de viver mais original. Seu olhar seguirá novas direções e, desta vez, com humildade, entendendo o quanto é necessária à ajuda de um irmão, do amigo, do tio, dos avós ou de um estranho. Ele será aquele que irá entender e se emocionar com os milagres que surgirão através do contato, da convivência, do toque e do beijo de amor.

Atualmente as relações são baseadas à margem dos holofotes, estando ou não à mira deles.

Cada um de nós vive seu tempo de luta e de transformação, e todos passam mais tempo representando um papel neste jogo da vida de meras interpretações, usando incontáveis e diferentes personas, seguimos fielmente padrões comportamentais e sociais, que se fazem necessários estar atento à verdadeira essência.

Quando as ações se fundamentam somente em uma única direção, ao estético, ao poder, não havendo profundidade, emoção ou compaixão para compartilhar com o irmão, tornam-se ao final do dia doloroso e solitário remover e soltar as próprias máscaras. Esse indivíduo é um personagem que sente a impotência e solidão ao revelar a si mesmo a própria face, pois a dificuldade está em se reconhecer e se reconectar ao próprio Self.

Quase sempre a convivência e os relacionamentos entre as pessoas se estabelecem através de padrões externos e não por atitudes próprias, únicas e individuais. É através da alteridade que somos capazes de apreender com o outro, na plenitude da sua dignidade, dos seus direitos e, sobretudo, nas suas diferenças. Quanto menos alteridade existe nas relações pessoais e sociais, mais conflitos ocorrem.

O mundo esta entristecido, as pessoas já não se olham mais. Não conseguem mais ser espontâneas, estão acorrentadas a um mundo do Ego Narcisista, o que é um retrocesso tremendo nas relações; pais e filhos, maridos e esposas, patrões e empregados.

Olhar olho no olho, saber interpretar os sinais através do comportamento, está se tornando cada vez mais difícil e utópico, pois na correria diária da vida simples e comum, os afetos sinceros e francos estão sendo substituídos por mensagens via IPhones.

O que não pode ser esquecido e que mostra-se real, é que existe um vazio que cresce a todo o momento, principalmente internamente, e este vazio difícil de preencher, vem da Alma, aquela que deseja tão pura e simplesmente em sua essência, compartilhar a Luz e o Bem.

É preciso estar atento, pois neste vazio chega-se rapidamente ao abismo interior, a falta de confiança, ao descontrole dos complexos e na dor.

Precisamos estar atentos, não devemos desperdiçar as infinitas chances de estender à mão, mesmo para aqueles que saem de nossas historias em alguns instantes.

“Muitas vezes pessoas entram e saem de nossas vidas, mas é importante saber que nada é jamais desperdiçado. Toda amizade, todo relacionamento e toda parceria fazem parte de um processo divino de aprendizado para nos levar à felicidade. Se nos dispusermos a aprender as profundas lições que os relacionamentos humanos vieram nos ensinar, saberemos que nenhum deles é um erro”. – Yehuda Berg -
Hoje em dia o que percebemos, é que não há equilíbrio emocional para lidar com as relações em geral e consequentemente praticar o respeito e a solidariedade.

Diante de um quadro como esse, o desafio que temos é de transformar as nossas experiências humanas naquilo que elas deveriam ser sempre : de alteridade.

Os sujeitos podem ser de estilos e lugares diferentes, mas são a imagem e semelhança de Deus.

A pureza da Alma requer também pureza no ato e no efeito de conviver, no trato constante e diário com o próximo, onde é possível saber lidar com conflitos, discutir novas e diferentes idéias, saber receber e entender uma advertência, e, principalmente, colocar de forma justa e educada uma crítica.

Para isso, penetramos no mundo da perspectiva da generosidade e do acolhimento. Só existe respeito, perdão e humildade, na medida em que percebo o outro como outro e a diferença do outro em relação a mim. Só então, seremos capazes de entrar em relação com o Outro pela única via possível, porque, se tirarmos essa via, cairemos no egoísmo e nas projeções exacerbadas, desejaremos ser como o outro ou querer que ele seja como sou. E não é assim, não precisa ser.

Podemos usar varias vias para se chegar a Alteridade, a via do reconhecimento, da ética, da expressão jurídica, do realce da dignidade, da moral, da comunicação, da interioridade. Mas, entre todas essas, de nada valerá se não utilizarmos a via que é a mola propulsora de todos os afetos, que ao fim do dia nos leva ao mesmo caminho, a via do Amor.
Eu, desejo, neste momento, a todo Ser que passar por aqui, um pouco de mim em você.

Desejo, porque desejo a ti. E te agradeço por sentir quem sabe o mesmo.

Sou, aonde você é, e juntos então, seremos completos.

foto

Dra. Márcia de Cicco – Psicóloga – CRP-05/19643
Contato: 21-8129 9405
E-mail: marcia.pcr@hotmail.com
Atendimento: CITTA-AMERICA- Barra da Tijuca.RJ

AS MUDANÇAS QUE NOS LEVAM AO ENCONTRO DOS MILAGRES…

mude

“Mude, mas comece devagar, pois a direção é mais importante que a velocidade” – Edson Marques

Milagres… Você realmente acredita neles?

Você consegue imaginar e sentir que a vida pode mudar em menos de um segundo, e que em alguns momentos podemos perceber naturalmente que estamos diante daquele instante em que as mudanças, aquelas que serão realmente importantes e significativas na historia de nossas vidas, estão acontecendo?

Você imagina ou apenas acredita que os mistérios e sinais que nos envolvem a cada dia são todos uma questão de carma, destino ou mera coincidência?

Algumas pessoas prestam atenção às mudanças somente quando ocorrem as tragédias. Engraçado, não deveria ser também quando o inesperado traz uma boa surpresa?

Hoje em dia há uma quantidade enorme de perguntas e os questionamentos são intermináveis, mas as respostas estão aonde ocorrem as transformações. Elas acontecem quando iluminamos os nossos pensamentos à luz da consciência.

Para uma transformação efetiva no sentido e no estilo de viver, o comportamento, aliados aos novos hábitos e conceitos mais atualizados e atitudes pró-ativas, ganha um novo valor e colorido diante da relação que cada indivíduo tem com o seu tempo presente, e o melhor, esta é também uma excelente oportunidade para começar a fazer as pazes com o passado, com antigas mágoas e complexos inconscientes há muito tempo adormecidos.

- A vida e seus propósitos se modificam através de atitudes mais verdadeiras e sem julgamentos.

Pensar em diferentes soluções e abrir o leque das possibilidades significa que cada um de nós tem a capacidade de compreender e aceitar a sua própria historia. Consequentemente, a partir desta compreensão, fazer escolhas mais maduras no seu dia a dia e na sua rotina, tornando possível ter e manter uma postura mais natural e equilibrada, predominando as estabilidades mental, emocional e espiritual.

É como dar o primeiro passo, dá-se início a um novo caminho. Antigos paradigmas terão que ser quebrados, e a mesma situação deverá ser observada e analisada através de ângulos diferentes.
Novas ideias, pensamentos e opiniões, tornarão possível que os milagres aconteçam e transformem o cotidiano e a própria vida, guiando quem acredita a conquistar o seu amadurecimento como ser.
Mas, por favor não esqueça, toda mudança, para ser completa, exige : coragem, determinação, suor e lágrimas!

Cada um de nós, individualmente, precisa praticar o novo como um exercício mental que se renova a cada dia. E para usufruir de uma mudança significativa, é preciso recorrer àquela instância quase secreta e misteriosa, aos mecanismos internos e conteúdos valiosos que habitam a nossa psique. Esse exercício irá refletir principalmente no lado de fora, sobretudo nas relações familiares, profissionais, nas paixões e amizades.

Atitudes mais prudentes, conscientes e que se baseiam, a todo tempo, em fatos reais e, principalmente, em experiências terão, como resultado, um crescimento incontestável e indiscutível.
Uma mensagem sadia de como cada ser está inserido e se coloca no mundo é transmitida através de seu comportamento e reações. A sociedade e todos aqueles que estão em contato com esse novo indivíduo que se renova, observará a todo momento que algo especial está acontecendo. Vive-se melhor a vida, em harmonia e em busca de bom senso, atraindo como um canal tudo aquilo que vibrar na mesma sintonia.

Tudo muda, porque é necessário, e o próprio Self anseia em encontrar um ponto de equilíbrio e paz que o leve mais eficazmente a escolhas mais focadas, francas e espontâneas.
O resultado será como observar uma flor desabrochar. É experimentar a natureza primordial bem no meio do peito. O pulsar dos rios e das marés dentro do coração. É sentir o sopro de Deus no canto do ouvido desafiando a razão. É ter certeza, neste momento, que o milagre habita dentro de cada um de nós.

E, para tudo isso se tornar real, é preciso viver com emoção. Viver observando realmente quem se é e colocar luz e boa energia nas mudanças que chegam, que são conquistadas, que foram desejadas e que poderão se tornar a melhor fatia do bolo.

Esse é o melhor momento do jogo da vida, onde a atuação a cada minuto é decisiva e o seu melhor desempenho realmente te levará aos melhores resultados.

É importante compreender que quando damos oportunidade para o novo, não podemos pensar em fazê-lo sem nos desapegar do antigo. Se cada pessoa necessita fazer uma mudança, algum ajuste em qualquer aspecto de sua vida, não fará isoladamente apenas a nível emocional. A mudança já começa atribuindo novos sentidos e energia ao Ser como um todo. Mente, corpo e espírito. As novas atitudes e crenças se conectam à constante reflexão e ao movimento, e vem acompanhada de um novo brilho no olhar. É assim que acontece, e todo esse exercício produz uma intensa e profunda felicidade.
Vivemos em sociedade e, como sabemos, esta está se tornando cada vez mais fragmentada em seu individualismo e representada com muros altos; o que faz com que esqueçamos que o ser é um ser de convivência e mutação.

A sociedade dita as suas regras baseada apenas nos fatos daquilo que se tem, e não do que se é. E o que é essencial, o que é indispensável e imprescindível, é Ser…

Ser muito mais que um simples objeto para admiração. Ser o Ser de sentimentos, de reconstrução, transformação e coragem para acreditar e aceitar os milagres.

É extremamente importante seguir a vida em busca desta consciência, e realizar-se para além do que se é. Assim a prática do real é dar sentido e compreender a própria existência.

E o movimento que nos leva a essa direção, ao lado oposto do medo, da sombra, dos lados escuros e sombrios dos complexos, habitado somente de escuridão, é a certeza de que os milagres se realizam e que nos levam a claridade, ao lado bom da vida.

Não existe poder maior que a força de vontade e coragem de mudar, de quebrar falsas regras, atraindo o que é invisível e permitindo sentir o visível no coração e na Alma.

A busca incansável por respostas deveria ser modificada e todos deveriam sair pelas ruas em busca de ações, praticando a teoria.

Pode parecer difícil e doloroso, mas é necessário e essencial ser quem se é.

E o que é possível, real e verdadeiro, é ter certeza de que para um milagre acontecer, basta acreditar, e porque acreditamos, eles existem…!

foto

Dra. Márcia de Cicco – Psicóloga – CRP-05/19643
Contato: 21-8129 9405
E-mail: marcia.pcr@hotmail.com
Atendimento: CITTA-AMERICA- Barra da Tijuca.RJ

RENASCER

M ULHER NUA

A cada dia mais, estou me familiarizando com as palavras e o ato de escrever. Observo que é algo realmente muito bom e o quanto me faz bem. Escrever é mais um exercício que todo ser humano pode fazer e que traz grande benefício a sua saúde mental e psíquica.

Cada um de nós, penso eu, deveria escrever a sua própria história. Isso seria realmente fantástico e daria ao indivíduo a oportunidade de se emocionar novamente com algo que havia sido esquecido há muito tempo.

Passo a passo a nossa jornada de vida continua, e todos os dias, a cada instante, somos levados a arregaçar as mangas e a lutar heroicamente pelos nossos sonhos e ideais. E porque não, a revisitar antigas paixões e resgatar velhos planos?

Refletindo… questiono : O que é ser e sentir para quem não tem desejo, para quem não tem um propósito?

O que esperar desta vida? O que devemos fazer se não conseguimos nos sentir capazes de realizar o que é necessário para o crescimento da nossa alma? Somente esperar e deixar o tempo passar?

Acredito que a busca pelo auto conhecimento, o equilíbrio sobre as próprias ações e sentimentos, permite um encontro real com a nossas próprias verdades.

“Só aquilo que somos realmente tem o verdadeiro poder de curar-nos.” – Carl Jung -

Neste momento as horas passam e percebo claramente que passam as pressas, e por isso, talvez, parece que estamos sempre perdidos e confusos, atrasados ou adiantados demais.

Mas, o que são as horas? Qual é o seu papel na nossa história?

As horas são ingratas para os que amam e sentem saudades e frias para aqueles que só podem esperar?

Ou as horas são nossas aliadas e assim como o tempo nos ajudam em nosso processo de aprendizado em busca da felicidade?

Sei que não existe uma receita de vida que sirva para todos, mas não podemos esquecer de alguns sábios ensinamentos que nos permitem dar continuidade ao nosso processo de crescimento e amadurecimento.

Por isso, incansavelmente me pergunto: Quem eu sou? O que fui?

Hoje me faço mil perguntas e as respostas estão contidas nas centenas de histórias existentes nesse mundo e nas horas que não param…

Sou o que todas são. Sou uma, entre tantas mulheres que se doam através de seus sentimentos.

Sou aquela que agora não suporta mais calar e fui aquela que não tinha coragem de falar.

Tinha medo. Hoje tenho medo de ter medo!

Sou ousada e gostei da ousadia. Sou porque provei o gosto de ser feliz.

Ele começa com um leve frio na barriga e termina com o toque quente do abraço do amor verdadeiro.

Hoje, percebo que para sermos cuidadas e amadas é muito simples. Só depende de nós e do outro se despir também de seus pequenos egoísmos e se deixar levar pelo balanço do mar.

Ouvir o som do mar é o mesmo que ouvir a respiração de Deus. É permitir ouvir aquela resposta a tantas duvidas que surgem ao longo do dia.

Aqui, dentro do meu peito, não tem só sangue e carne, corre nas veias um Universo esplêndido e cheio de luz. Por isso as palavras saem como borbulhas e doces feito o mel, porque sou assim.
Vida, o que será que ela espera de mim? E você, já pensou assim?

De uma resposta eu tenho certeza que sei. Ela espera o meu sorriso, o meu agradecimento, os meus erros até constantes, porque sem eles não haveria os acertos e entendimentos.

” Erros são, no final das contas, fundamentos da verdade. Se um homem não sabe o que uma coisa é, já é um avanço do conhecimento saber o que ela não é “. -Carl Jung -

Então, não esqueça : ” Há uma alegria selvagem em estar vivo. Há uma embriaguez da existência.

Cada hora é uma amante para o meu desejo infinito “. – Arthur Lundkvist -

Vida…. Essa sou eu, um eterno renascimento !

foto

Dra. Márcia de Cicco – Psicóloga – CRP-05/19643
Contato: 21-8129 9405
E-mail: marcia.pcr@hotmail.com
Atendimento: CITTA-AMERICA- Barra da Tijuca.RJ

Os sintomas de estresse: efeitos em seu corpo e comportamento

estressada muito

Sintomas de estresse podem afetar sua saúde, mesmo que você não tenha percebido. Você pode pensar que a doença é a culpa por essa dor de cabeça lancinante, sua insônia freqüente ou sua diminuição da produtividade no trabalho. Mas o estresse pode realmente ser o culpado.

Efeitos comuns de estresse

De fato, os sintomas de estresse podem afetar seu corpo, seus pensamentos, sentimentos e seu comportamento. Ser capaz de reconhecer os sintomas comuns de estresse pode te dar um salto em gerenciá-los. Estresse que é deixado de lado pode contribuir para problemas de saúde, tais como pressão arterial elevada, doença cardíaca, obesidade e diabetes.

Ato de gerir o estresse

Se você tiver sintomas de estresse, dar os passos corretos para gerenciar seu estresse pode ter inúmeros benefícios para a saúde. Explore estratégias de gerenciamento de estresse, tais como:

- Atividade física
- Técnicas de relaxamento
- Meditação
- Ioga
- Tai chi

E não se esqueça de dormir, comer uma dieta equilibrada e evitar o uso de tabaco e ingestão excessiva de álcool e cafeína.

Quando procurar ajuda

Se você não tiver certeza se o estresse é a causa, ou se você tomou medidas para controlar o seu estresse, mas continuam os sintomas, consulte seu médico. Seu médico pode querer verificar para outras causas potenciais.

Além disso, se você tem dor no peito, especialmente se isso ocorre durante a atividade física ou é acompanhado de falta de ar, sudorese, tonturas, náuseas ou dor irradiando para o ombro e o braço, obtenha ajuda de emergência imediatamente. Estes podem ser sinais de alerta de um ataque cardíaco e não simplesmente sublinhar os sintomas.

publicado no site INDICE SAUDE

O TEMPO

tempo

“Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia : e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.”
– Fernando Pessoa -

Após ler estas e algumas outras citações sobre o Tempo, me pus a refletir no que consiste afinal o Tempo e qual é o seu significado. Qual é a sua relação e o papel que desempenha na história da vida de cada um de nós?

É ele que determina o seu “tempo” exato em nossa Jornada, ou ele é tão simplesmente o ajudante, o fiel condutor nesse processo ? Começo refletindo em minha própria história e de como sempre foi minha relação com ele, para tentar entender afinal, qual é o seu propósito. Com o tempo, sempre mantive uma relação de intenso diálogo e harmonia. Observo que sempre estive a procura de respostas em minha vida e carregada de intermináveis questionamentos sobre o passado, presente e o futuro, sentia desde o princípio que ele, O Tempo, era aquele que realmente poderia responder a todas essas dúvidas. Ele detém o saber de todas as coisas, aliás, todas as respostas do Mundo e do Universo.

O Tempo é o guardião do saber, ele já experimentou tudo e conhece os segredos e os mistérios. Existem aqueles que acreditam que o tempo presente é uma ilusão, que já estamos no futuro e não sabemos, e que o passado não existe. E há também aqueles que acreditam que o tempo se renova a todo instante. Cada um acredita em sua teoria.

Em minha opinião, o Tempo é o que possui e mantém o momento apropriado para que todas as coisas se realizem. É através dele que chegamos próximos e conquistamos a felicidade.
O desejo, o afeto, o beijo, o queijo, o chocolate, o aperto de mão… E até a solidão !

Isso porque, nele está contido o segredo e o propósito da Alma Mundi, as causas, os efeitos, e até mesmo a cura. Nele está contido a história de todos nós. Precisamos estar atentos para identificar qual é o nosso foco e experênciar cada instante as gotas deste Tempo, antes de nos perder novamente. Perder esse momento e instante, é como perder o orvalho das primeiras horas do dia, porque o Sol, quando chega em seu ponto máximo, dissolve toda frescura e brisa da manhã, nos restando somente a saudade. Em cada lugar que a Alma, nossa guardiã, busca encontrar entendimento, encontrar o amor, a paz e a harmonia, ela já sabe de que forma encontrar. Ela negocia com o tempo e viaja dentro dele. Quem viaja é a Alma, é ela que pode estar em todos os lugares… E a cada um cabe observar e sentir, que com a ajuda e através do Tempo, nós, repletos de Amor e Alma, chegamos mais eficientemente em nossos objetivos e em todos os lugares.

Continuo refletindo, e agora em minhas próprias palavras, e procuro entender melhor, qual o verdadeiro sentido e no que consiste então esse tempo da travessia, o que é afinal?
É o tempo de recolhimento, de luta, do dia a dia com a intensa rotina diária? Ou é o tempo de maturação? Na travessia precisamos amadurecer de qualquer forma. Não há mais tempo para fugir, nem ao menos de se recolher, de se esconder do mundo. É o Tempo de acreditar nas segundas chances que a LUZ nos traz de presente, definitivamente!

Novamente em minha história, vou dividir com vocês, o Tempo sempre se fez presente como o Senhor dos Milagres, o Mensageiro. Ele é o Pai da Esperança, a princesa “ultima que morre”. Sempre fui inclinada, através do meu desejo, de ir ao encontro de entendimento e respostas, em busca de viver de maneira clara e agradável, principalmente no que diz respeito as diversas situações do cotidiano, as simples rotinas, boas ou más, isso não importa. O que importa é estarmos atentos e em sintonia com a vida e com o Eu interno em qualquer circunstância.

Hoje em dia, todos nós, cheios de pressa, não percebemos a princípio, que o Tempo pode ser um grande aliado nessa busca, especialmente no momento do amadurecimento. Cheguei aonde estou, e para isso foi preciso aprender a iluminar, dia após dia, o caminho escuro do inconsciente, onde habita um oceano profundo, cheio de conteúdos, estórias e personagens significativos e sombras perversas. Que contém um material repleto de complexos, por vezes adormecidos ou não.

Para juntar o que talvez se partiu e deixar tudo em ordem novamente, somente ele, O Tempo, nos permite e possibilita parar para pensar e descansar, para depois poder agir e refazer melhor.
E o melhor? O melhor é que esse é também um excelente exercício para a mente ! Tudo isso se faz e refaz através de um intenso trabalho de reconstrução, que só é possível com a ajuda necessária deste grande Amigo. Ele encontrará o lugar e o momento perfeito de deixar o seu legado, de transmitir que, caminhando ao seu lado, em sintonia, podemos crescer e florescer.
“O segredo é não correr atrás das borboletas… é cuidar do jardim para que elas venham até você”. E aceitando os ensinamentos de Pitágoras, “Com organização e tempo, acha-se o segredo de fazer tudo e bem feito”.

Assim seguiremos e cheios de prazer, sabendo viver e compreendendo melhor a própria vida !

foto

Dra. Márcia de Cicco – Psicóloga – CRP-05/19643
Contato: 21-8129 9405
E-mail: marcia.pcr@hotmail.com
Atendimento: CITTA-AMERICA- Barra da Tijuca.RJ

CORAGEM

Correction of wrinkles - half face

CORAGEM

” Quero ter duendes ao meu redor, porque sou corajoso. A coragem que afugenta os
fantasmas cria seus próprios duendes: a coragem quer rir “.
– Friedrich Nietzsche -

Coragem é a habilidade de mover-se para o futuro, sem olhar para trás, desapegando-se do passado para seguir adiante.

Para isso, o mais importante é traçar um caminho, através de um novo entendimento, de um pensamento e de escolhas mais amadurecidas. Passo a passo o ser humano permite que o novo aconteça muito mais rápido, encontrando as oportunidades certas de realizar-se.

Quando cada indivíduo estiver em mãos do seu planejamento e de todo material necessário para dar início a grandes mudanças em sua trajetória de vida, de fato, verdadeiras reviravoltas podem acontecer, e desta forma materializam-se pensamentos e sonhos.

Essa é a direção, sobretudo, à realização das aspirações e desejos do que habita no mais íntimo do coração; aquilo que cada um carrega dentro de Si Mesmo.

Para nós, o essencial é ter na bagagem tudo muito bem calculado e definido, ter um foco, ir direto a um real objetivo, buscando viver sem fazer muitos rodeios, sem recorrer a desculpas e justificativas, observando atentamente quais mecanismos de defesa e materiais psíquicos o Ego utiliza como escudo e também como esconderijo que dificulta, por vezes seriamente, o percurso de toda jornada da vida.

Viver é enfrentar desafios, e para ter uma vida estável e tranqüila, é indispensável muito esforço, luta e coragem.

Dizem que: “Quem nunca enfrentou desafios, apenas passou pela vida, não viveu”.

Após as dores, perdas e sofrimentos em geral, somente com muita coragem, seguimos em frente. Dia após dia, com glória, devemos engrandecer a nossa alma e dar à ela a oportunidade de cumprir o seu propósito, pois temos a obrigação de mudar radicalmente as estratégias e a forma de agir definitivamente : “Até o ponto que podemos compreender, que o único propósito da existência humana é acender a luz do SENTIDO na escuridão do mero SER.” – Carl G. Jung -

Por isso, sejamos fiéis aos nossos princípios e valores. Vamos aceitar e compreender a grande lição da humildade e praticá-la. Vamos reconhecer também as perdas e derrotas, pois, se torna grande e merecedor aquele que reconhece a própria fragilidade, pratica a tolerância, ouve e modifica. Logo, aprende!

O primeiro passo pode ser dado de encontro ao destino, buscando realizar plenamente o potencial que está desde sempre em cada um de nós.

É como ouvir um chamado e responder a ele. Ou desabrochar todas as nossas potencialidades e seguir uma vocação. Você já reparou que estranhamente, o mundo costuma nos corresponder quando agimos assim?

“Uma das formas de saber que se está no bom caminho e que estamos fazendo aquilo para o qual nascemos é que o mundo nos abre as portas”.

Joseph Campbell nos dá uma ótima dica de como descobrir nossa vocação e potencialidade em seu livro Reflexões sobre a Arte de Viver “Quando Jung decidiu tentar descobrir o mito segundo o qual estava vivendo, ele se perguntou, ‘De que brincadeiras eu gostava quando era criança?

Sua resposta foi: fazer pequenas cidades e ruas com pedras. Assim, ele comprou um terreno e, à guisa de distração, começou a construir uma casa. Deu um trabalho imenso, absolutamente desnecessário, pois ele já possuía uma casa, mas foi um modo apropriado de criar um espaço sagrado. Foi pura diversão.

E você, o que fez quando criança, que criasse a sensação de atemporalidade, que fizesse com que você se esquecesse do tempo?

É aí que está o mito pelo qual você deve viver”.

Essa é a hora de recuperar a capacidade de redirecionar os afetos e preencher os espaços vazios.

E enquanto o corpo se mantiver em movimento, e a luta não terminar, nada estará perdido. “Basta que você mantenha o Espírito e siga em frente”.

Para se chegar a um nível maior de consciência, dar um salto, subir mais um degrau na escada da evolução pessoal, o sucesso de nossos atos e o nosso triunfo, dependerá de toda energia que depositamos em nós mesmos. Ela está contida em nossas ações, na liberdade e verdade de nossos atos.

O resultado final que conquistamos é como um prêmio, que será obtido de acordo com o nosso dinamismo, energia, determinação e auto confiança, que permite que essa ação se torne efetiva dentro do um renovado e mais forte Ser.

Em determinados momentos de nossas vidas, visivelmente somos testados e desafiados e é através de nossa coragem e habilidade que nos movemos em direção aos nossos objetivos, escolhas e ideais, pois o futuro nos espera e não podemos desistir e vacilar frente aos medos e obstáculos. E será misteriosamente nesse instante que você sentirá que a sua fé é e sempre será a arma mais poderosa contra toda adversidade existente no Universo.

Ganhamos energia, força e confiança através de cada experiência em que realmente paramos e encaramos de frente a real situação em que nos encontramos.

“A coragem é a primeira das qualidades humanas porque garante todas as outras”.- Aristóteles -

Preste atenção as palavras do grande filósofo que observou e eternizou a coragem com seus pensamentos e ensinamentos. Para ele a coragem é a virtude, a qualidade primeira, a mais importante e poderosa força que faz parte da essência humana.

Devemos gerar coragem igual ao tamanho das dificuldades que enfrentamos, pois a verdadeira coragem consiste em seguir em busca de nossos sonhos, mesmo quando todos insistem em afirmar que tudo é impossível.

Deixar passar o passado e poder sonhar, eis dois critérios essenciais e inteligente de saúde mental. Sonhar o passado, torná-lo vivo, presente e futuro.

Não é esse o trabalho que o analista e paciente realizam juntos?

Acredite, você é o único responsável pela sua felicidade. Coragem !

foto

Dra. Márcia de Cicco – Psicóloga – CRP-05/19643
Contato: 21-8129 9405
E-mail: marcia.pcr@hotmail.com
Atendimento: CITTA-AMERICA- Barra da Tijuca.RJ

ESTRESSE E A TCC – TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL

pos-graduacao-terapia-cognitivo-comportamental

ESTRESSE E TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL

O termo estresse,vem da física e tem o sentido do grau de deformidade que uma estrutura sofre quando é submetida a um esforço.

Hans Selye(1936) utilizou o termo para denominar o conjunto de reações que um organismo desenvolve ao ser submetido a uma situação que exige um esforço de adaptação. Assim, o estresse passou a ser definido como um processo temporário de adaptação que compreende modificações físicas e mentais, quando ocorre um estado de ameaça a homeostase (equilíbrio) sendo, o equilíbrio restabelecido quando ocorrem respostas adaptativas do organismo, tanto fisiológicas como comportamentais.

A palavra estresse obteve tamanha difusão que passou a ser quase um sinônimo de qualquer alteração, em geral negativa sentida pelo indivíduo. O menor sentimento de ansiedade ou tensão se atribui ao estresse, fazendo com que, no emprego cotidiano, exista uma confusão, pois o estresse é encarado tanto como elemento desencadeante como resultado da evolução. Entretanto, em alguns casos, o agente estressor pode ter até aspectos benignos. É o que ocorre quando sua intensidade é breve e as respostas do estresse suaves e controláveis, podendo ser estimulantes e excitantes ao individuo, possibilitando sensação de realização pessoal, bem-estar, satisfação das necessidades, crescimento e desenvolvimento emocional e intelectual.

Outro ponto que temos que considerar, é que diante do mesmo agente estressor, observam-se reações distintas em pessoas distintas, ou ainda, na mesma pessoa em momentos diferentes, ou em ambientes de contextos diversos. Essas diferenças se dão em função das experiências anteriores, características de personalidade, predisposições genéticas, condições atuais de vida e vários outros fatores que, individualmente ou associados acabam modulando a reação de estresse e fazendo com que haja uma relação particular entre uma pessoa, seu ambiente e as circunstancias às quais está submetida. Ou seja, determina o critério de avaliação da pessoa de uma ameaça ou algo que ela acredita não ter habilidades ou recursos para enfrentar e que põe em perigo seu bem estar ou sua sobrevivência.

No entanto, se a reação ao estímulo estressor é muito intensa ou se o agente estressor é muito potente e prolongado, pode ocorrer o rompimento do equilíbrio biopsicossocial, gerando uma série de comprometimentos tornando-se necessário um tratamento especifico.

Entre as diversas terapias existentes, a Terapia Cognitivo-Comportamental se destaca pelos resultados obtidos.

A TCC, no tratamento do estresse, tem como objetivo identificar os estressores internos avaliá-los e gerar alterações no estilo de vida do indivíduo, através da mudança de hábitos e comportamentos potencialmente nocivos, tendo como foco principal quatro áreas: nutricional (nutrição anti-estresse), relaxamento da tensão mental e física, exercícios físicos e mudanças cognitivo-comportamentais. Desta forma, ele aprende a lidar melhor nas diversas áreas de atuação, evitando que o estresse se torne excessivo e prejudique sua saúde e sua qualidade de vida.

hellen_cordeiro_v2

Hellen Cordeiro – Psicóloga
hellen-cordeiro@ig.com.br

VOCÊ SABE O QUE O FAZ FELIZ?

FELICIDADE-001

VOCÊ SABE O QUE O FAZ FELIZ?

O que o faria feliz? Talvez uma promoção no trabalho, um carro melhor, um encontro excitante, riqueza ou um bem material desejado. Qualquer que seja sua resposta, pesquisas recentes na área da Psicologia sugerem que é um equívoco acreditamos que essas coisas trarão muita felicidade por muito tempo. O que ocorre, na realidade, é que elas trarão pouca felicidade, por pouco tempo.
Isso não significa que o objetivo de encontrar a felicidade duradoura seja irreal ou ingênua. A dificuldade é que temos tendência a procurá-la nos lugares errados e, desta forma, o que acreditamos que faria imensa diferença em nossas vidas, de acordo com pesquisas científicas, faz apenas pequena diferença. . Podemos até ter conhecido uma felicidade verdadeira, mas nos sentimos impotentes para trazer esse mesmo sentimento de volta.

O desejo de ser mais feliz é sentido por grande parcela das pessoas, desde aquelas que não são tão felizes como gostariam de ser até por aquelas que estão se saindo muito bem,e querem mais. O que então, determina a felicidade?

De acordo Dra.Sonja Lyubomirsky,(2007), em suas pesquisas para o National Institute of Mental Health, as causas mais importantes que deteminam a felicidade foram representados no gráfico abaixo:

Como pode ser observado no gráfico, 50% das diferenças entre os níveis de felicidade das pessoas podem ser atribuídos aos pontos decisivos geneticamente determinados. Essa descoberta provém de estudos com gêmeos idênticos e bivitelinos e sugerem que cada um de nós nasce com um potencial para felicidade proveniente de nossos pais biológicos. Esse potencial diz respeito a nossa linha de base ou níveis originais de bem estar ao qual sempre retornamos, mesmo depois de grandes contratempos ou triunfos.
Isto quer dizer que, da mesma forma que no caso da inteligência, nosso ponto decisivo seja ele, alto, intermediário ou baixo, no que diz respeito ao grau de nossa felicidade ao longo da vida, é determinado em torno de 50% por fatores inatos.

o que te faz feliz

A pesquisa esclarece ainda, que apesar de parecer contraditório, apenas cerca de 10% da variação em nossos níveis de felicidade são explicados pelas diferenças nas circunstâncias da vida, ou seja, se somos ricos ou pobres, saudáveis ou doentes, bonitos ou comuns, casados ou solteiros.

Um estudo comparativo entre pesquisas classificatórias do nível de felicidade da Universidade de Chicago e informações econômicas no período de 1957 a 2000, demonstrou que apesar do poder de compra da classe média americana ter triplicado neste período, o nível de felicidade da população, permaneceu estável.

Pode ser difícil pensar que condições como riqueza, beleza ou fama só tem influência por curto prazo e por isso são limitadas na conquista da felicidade, entretanto, ao aceitarmos isto como verdadeiro, estamos nos habilitando a perseguí-la por nós mesmos.

Ainda observando o gráfico, imaginemos que temos 100 pessoas todas gêmeas idênticas, com situações de vida idênticas, ainda assim, seriam diferentes quanto ao grau de felicidade, em torno de 40%.

No que consiste essa diferença?

A resposta está no comportamento, nas atividades práticas intencionais. Desta forma, esses 40% representam um potencial de oportunidades de aumentar ou diminuir nosso nível de felicidade através de como pensamos, do que fazemos e de nossa vida diária.

Estudos formais de intervenção e projetos para incrementar e manter o nível de felicidade além do seu ponto determinado geneticamente, chegaram a uma proposta de trabalho onde são adaptados a personalidade individual, as forças, os objetivos e a situação de vida de cada sujeito, com a finalidade de identificar e definir estratégias adequadas para cada caso. Mas, é importante tomarmos consciência de que o esforço de ser mais feliz está com nós mesmos, nossos interesses, valores e necessidades. Tornar-se feliz de maneira duradoura requer algumas mudanças permanentes que exigem esforço e compromisso todos os dias de nossa vida. No entanto, pode ser o “trabalho” mais gratificante que podemos fazer.

hellen_cordeiro_v2

Hellen Cordeiro – Psicóloga
hellen-cordeiro@ig.com.br